Ensino

Na Bélgica, as crianças entre 6 a 18 anos tem a obrigação de ir para a escola. A escola pode as acolher assim que completam 2 anos e meio.

Os pais são responsáveis pela presença regular de seus filhos na escola.

[do action=”sans-papier”]Para as crianças de famílias em situação irregular, a escola também é obrigatória. Elas devem estar matriculadas e a frequentar regularmente.[/do]

A maioria das escolas são mistas: meninas e meninos vão para a mesma escola e seguem os cursos juntos.

Como a escola é organizada na Bélgica?

A escola é dividida em três níveis:

  • escola maternal : (jardim de infância): para crianças entre 2½ e 5 anos de idade;
  • a escola primária : para crianças a partir de 6 anos
  • a escola secundária  : para crianças a partir de 12 anos

Meu filho de 3 anos deve frequentar a escola?

Antes da escola primária, temos a escola maternal que acolhe crianças a partir de 2 anos e meio.

Na escola maternal,, a criança vai descobrir a escola e as outras crianças. Nesta idade, as crianças aprendem muito rapidamente. Vai permitir também de aprender com facilidade a língua francesa que elas irão precisar nas aulas e na vida na Bélgica.

[do action=”tips”]Nós aconselhamos que você coloque o seu filho na escola a partir de 3 anos. Embora não seja obrigatório, será muito útil para o resto de sua escolaridade.[/do]

A minha filha de 7 anos tem que ir para escola? Meu filho tem 16 anos. Será que ele tem que ir para escola?

Sim. Á partir de 6 anos e até 18 anos, a escola é obrigatória.

Seis anos, é o começo da escola primária. Tem seis anos primários após os quais, será concedido um diploma para poder ir para escola secundária.

No final da escola primária, em torno de 12 anos, os alunos começam o ensino secundário. A partir do terceiro ano deste ensino, várias orientações são possíveis:

  • estudo para seguir estudos superiores no setor de transição;
  • aprender uma profissão nas seções de qualificação;
  • seguir uma formação mais prática que se divide entre escola e empresa.

[do action=”warning”]Tenha cuidado quando você escolher uma orientação no secundário: é importante pensar sobre a profissão que seu filho gostaria de fazer mais tarde. Verifique se o escolhido permite de o orientar nesta direção.[/do]
[do action=”more”] Não hesite em procurar o conselho de professores, da direção e do centro de PMS [?] da escola do seu filho. Eles podem te ajudar nesta escolha de orientação no secundário. [/do]

No final do ensino secundário, seu filho receberá um diploma. Com ele, ele poderá se inscrever no ensino universitário, superior ou procurar emprego (ver capitulo «Emprego»).

E a inscrição?

[do action=”tips”]Recomendamos que você procure uma escola e matricule seu filho logo após sua chegada na Bélgica. Você deve marcar um encontro na escola.[/do]

Se você tiver dificuldade em falar ou compreender a língua, pode ir com uma intérprete ou uma pessoa que é capaz de fazer a tradução. Você pode também solicitar um serviço de tradução especializada e interpretação. Fale com a escola.

Todas as crianças têm o direito de se matricularem em uma escola, tanto as crianças belgas como as crianças estrangeiras, com ou sem papel. A escola pode recusar de matricular uma criança em um único caso: quando a escola não tem mais lugares disponíveis.

[do action=”sans-papier”]Crianças sem autorização de estadia também devem se matricular na escola e a frequentar regularmente.[/do][do action=”warning”]Atenção! No primeiro ano do secundário, é um pouco diferente.[/do][do action=”more”] Se informe com a escola do seu filho ou, se não foi ainda matriculado, na escola onde você gostaria de o matricular, ou ainda no site: www.inscriptions.cfwb.be[/do]

Como escolher uma escola para meu filho ? O que é importante?

Você pode escolher livremente a escola.

[do action=”tips”]É importante escolher uma escola onde você sinta que você e seu filho serão bem acolhidos. Visite várias escolas. Peça conselhos de outras famílias, de seus vizinhos. Peça para se encontrar com a direção, para visitar a escola, procure encontrar um ou vários professores durante a visita, se eles estiverem disponíveis.[/do]

A maioria dos pais escolhem escolas para seus filhos em função da sua localização geográfica. Mas este não é o único fator que importa.

Uma escola oficial ou uma escola livre?

Na Bélgica francófona, a Federação Valônia- Bruxelas é a autoridade pública responsável pela educação e seu financiamento. As escolas são organizadas diretamente pela Federação ou por uma autoridade pública local (Província ou COCOF [do action=”tooltips”]A Comissão da Comunidade francesa é a identidade federal competente em matéria cultural, social, de saúde ou de educação, para as instituições de francófonas em Bruxelas.[/do], idade ou município), ou ainda por uma associação particular. Essas “autoridades organizadoras” são responsáveis entre outros, pela orientação filosófica da escola, da sua organização e da sua abordagem pedagógica.

Todas as escolas oficiais (organizadas pelos poderes públicos) seguem um conjunto de princípios e valores (a procura da verdade, da objetividade científica, da abertura, da tolerância,…) sem privilegiar uma doutrina filosófica ou religiosa em particular. Uma aula de moral laica ou de religião é ministrada em função da escolha dos pais.

Inúmeras escolas livres são confessionais (principalmente católicas, mas existe também escolas judias, protestantes e mulsumanas). é melhor nao colocar mulçumanas pois talvez a primeira sera aberta no ano que vem. Algumas escolas livres são laicas ou organizadas em função de um projeto específico.

A menos que não sejam reconhecidas (e portanto, não financiadas) pela Federação Valônia -Bruxelas, escolas da Valônia e de Bruxelas oferecem cursos que trata sobre conhecimentos e competências de mesmo nível e da mesma natureza.

[do action=”tips”]Não confunda escolas livres e escolas particulares As escolas particulares podem ensinar com o reconhecimento de outra autoridade (como por exemplo o baccalauréat na França) ou são homologadas pela Bélgica mas dispensam um ensino em outra língua que o francês ou neerlandês. Nas escolas particulares, os pais devem pagar a matricula do seu filho. É por isso que essas escolas são muito mais caras.[/do]

Em Bruxelas, escola em francês ou em neerlandês?

[do action=”more”] Peça uma lista de escolas de todas as redes de sua cidade, assim como as datas de inscrição para as escolas primárias.[/do]

Será que vou ter que pagar a matricula dos meus filhos na escola?

Não, a matrícula numa escola da Federação Valônia- Bruxelas é gratuita.

Mas cuidado ! Alguns serviços e materiais escolares podem ser pagos : o almoço na cantina, a garderie (serviço responsável pelas crianças antes/após as aulas), algumas atividades culturais e esportivas, fotocópias, livros, equipamentos,… Se trata das mensalidades escolares.

[do action=”tips”]Se a escola pedir dinheiro para a matricula, você tem direito de recusar. [/do][do action=”tips”]Se informe bem sobre as despesas escolares. Elas são diferentes de uma escola para outra. Se você tiver dificuldades financeiras, peça para se encontrar com a direção que encontrará uma solução[/do][do action=”tips”]Existe, em alguns casos, ajuda financeira para os alunos do ensino secundário (bolsas de estudo).[/do][do action=”more”] Se informe na escola do seu filho.[/do]

Quem pode cuidar do meu filho fora do horário escolar?

As escolas organizam serviços de acolhimento (garderie) para crianças entre 3 e 12 anos, antes e depois da escola. Eles normalmente são pagos.

As escolas também organizam “estudos”, que permitem às crianças de fazer as suas tarefas, atividades esportivas e sócio-culturais.

Fora da escola, existem também inúmeras atividades extraescolares para crianças e adolescentes (esportes, canto, dança, música, desenho, expressão criativa, etc.).

[do action=”more”] Verifique com a escola.[/do][do action=”tips”]O preço varia de uma atividade para outra e de uma associação para outra. Se informe.[/do][do action=”tips”]Durante as férias escolares, você também pode matricular seu filho em um centro de férias, um estágio ou uma garderie.[/do][do action=”more”] Se informe na escola do seu filho, no seu município ou no Oficio do Nascimento e da Infância (ONE).[/do][do action=”tips”]Algumas mutuelles podem te auxiliar financeiramente.[/do]

O que posso fazer para acompanhar meu filho na sua escolaridade?

A melhor coisa que você possa fazer para o seu filho é seguir o seu trabalho na escola: conheça seus professores, tornar-se disponível, encorajá-lo a fazer o seu dever de casa e acompanhá-lo, perguntando como ele está indo na escola, seguindo o seu jornal da classe [do action=”tooltips”]Caderno ou agenda permitindo aos alunos anotarem os horários das aulas, as tarefas de casa (exercícios e lições) a serem realizadas em casa. Ele permite aos pais e professores de se comunicarem por escrito. Recomendamos ler o journal de classe do seu filho todos os dias e de assiná-lo.
[/do]

[do action=”tips”]Em todas as escolas, há reuniões de pais. Participar delas, mesmo se a língua e o desconhecido torne isto mais difícil para você. Você vai conhecer os professores de seus filhos e ser capaz de ajudar à compreender melhor os seus filhos. Você pode entender melhor o que acontece na escola. Você também pode pedir ajuda aos outros pais.
[/do]

[do action=”tips”]Existem associações de pais que ajudam os outros a dar suas opiniões e de agirem no que acontece na escola. Fale com a escola.[/do]

[do action=”tips”]Algumas escolas organizam um apoio escolar e cursos para aprender o francês aos recém-chegados: incluindo as classes passerelles.[/do]

[do action=”tips”]Existem também possibilidades para apoio escolares fora da escola (por exemplo, tarefas escolares).[/do]

[do action=”more”] Para mais informações www.ffedd.be[/do]

O que fazer se meu filho tiver dificuldade de aprendizagem?

Algumas escolas oferecem soluções para ajudar alunos com dificuldade.

[do action=”tips”]Você pode pedir para se encontrar com os professores para saber o que pode ser colocado em prática para ajudar seu filho.
[/do]

Se as dificuldades persistirem ou se elas forem muito importantes, o professor e a escola irá guiá-lo para serviços especializados que podem ajudar: os centros de PMS [do action=”tooltips”]centro psico-médico-social, cada escola está ligada a um centro PMS. Na equipe de PMS, há psicólogos, assistentes sociais, médicos e enfermeiros. Eles ouvem os alunos e suas famílias e os ajuda a encontrar soluções para os seus problemas. Eles podem ajudar a orientar o seu filho em sua escolaridade, ajudá-lo se tiver dificuldades de aprendizado ou de integração…
[/do], escolas de deveres e outros serviços.

Se o seu filho tiver uma deficiência ou dificuldade de aprendizagem específica, existe o ensino especializado a partir da escola maternal.

Onde posso encontrar mais informações?

No momento da matricula do seu filho na escola, o diretor te fornecerá informações e você poderá tirar dúvidas. Caso você não fale bem a língua, tente ser acompanhado por alguém que possa traduzir.

[do action=”more”] Você vai encontrar muitas informações no site da Federação Valónia-Bruxelas: www.enseignement.be[/do]